Nota Biográfica

ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA

A Orquestra Clássica da Madeira teve a sua origem na “Orquestra de Câmara da Academia de Música da Madeira”, concebida e gerida pela antiga Academia de Música e Belas Artes da Madeira (AMBAM), a 13 de fevereiro de 1964, data em que se apresentou pela primeira vez em público no “Festival de Música Portuguesa”, realizado integralmente e também pela primeira vez na cidade do Funchal, no Teatro Municipal Baltazar Dias.
A “Orquestra de Câmara da Academia de Música da Madeira” foi criada pelo Professor Jorge Madeira Carneiro, violinista e diretor da Secção Musical da AMBAM, simultaneamente Maestro da Orquestra, cuja finalidade era apenas de índole pedagógica, através do ensino de “Classes de Orquestra de Câmara”, e como tal constituída por alunos do Curso de Música e que contava com a participação de alguns docentes da AMBAM, devido à falta de alunos no nível de ensino mais elevado, condição necessária para integrar as Classes de conjunto.
Em meados dos anos noventa do Século XX, graças ao apoio decisivo do Governo Regional da Madeira, assistiu-se à contratação de mais instrumentistas o que permitiu à estrutura artística em causa reforçar os naipes de cordas, sopros e percussão, e lhe conferiu o estatuto de “Clássica”. É no arranque da Temporada 1996/1997, mais precisamente a 25 de setembro e a 25 de outubro de 1996, que a Orquestra passa a ser divulgada e conhecida como “ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA”.
Ao longo da sua existência, além de concertos a nível regional, a Orquestra tem realizado concertos a nível nacional e internacional, nomeadamente em festivais em Espanha (Madrid), Itália (Roma), Macau (antes de 20 de dezembro de 1999), Angola (2011) e em Portugal continental (“Festival Internacional de Música” em Vila Nova de Gaia em 1999 e em 2017 no “Festival ao Largo” em Lisboa e no “Festival de Artes do Zêzere” em Ferreira do Zêzere e no Convento de Cristo em Tomar, entre outros).
Em 1998, a Orquestra Clássica da Madeira gravou um CD com o violinista Zakhar Bron e em 2009 lançou uma coletânea de cinco CD´s com solistas portugueses, que incluiu obras-primas de W. A. Mozart, gravada pela editora EMI Classics.
Em 2004, no âmbito da iniciativa “Madeira Região Europeia 2004” e sob a batuta do Maestro Rui Massena, a Orquestra Clássica da Madeira atuou junto de grandes nomes do panorama artístico internacional, tais como, o Tenor José Carreras e a Violinista Vanessa Mae.
A Orquestra Clássica da Madeira tem sido dirigida por maestros como Zoltan Santa, Roberto Perez e Rui Massena e por outros maestros convidados como Gunther Arglebe, Silva Pereira, Fernando Eldoro, Merete Ellegaard, Paul Andreas Mahr, Manuel Ivo Cruz, Miguel Graça Moura, Álvaro Cassuto , Jaap Schröder, Luiz Isquierdo, Joana Carneiro, Cesário Costa, Paolo Olmi, Jean-Sébastian Béreau, Maurizio Dini Ciacci, Francesco La Vecchia, David Giménez, Martin André, Jean-Marc Burfin, Philippe Entremont, Maxime Tortelier, Rui Pinheiro, Pedro Neves, Ariel Zuchermann, Gianluca Marcianò, Ernst Schelle, Alexis-Evan Christ, entre outros; e tem contado com reconhecidos solistas como Elizabete Matos, Artur Pizarro, Pedro Burmester, Vesko Eschkenayi, Antonio Rosado, Paulo Gaio Lima, Abel Pereira, Mário Laginha, Maria João, Alexander Buzlov, Ilya Grubert, Amihai Grosz, Roby Iakatos, Pavel Gomziakov, Natalia Lomeiko, Naum Grubert, Pedro Caldeira Cabral, Arno Piters, Vitaly Samoshko, Mayuko Kamio, entre outros.
Decorridos cerca de seis décadas de atividade, a Orquestra Clássica da Madeira abraça um arrojado projeto artístico, proporcionando temporadas ricas em programas do período clássico, romântico e contemporâneo, interpretando variadas obras, inclusive com estreias em primeira audição mundial, contando também com Ciclos de “Grandes Solistas” (alguns já indicados no paragrafo anterior), “Jovens Solistas” e de “Grandes Obras”, sendo que, para cada programa deste ambicioso projeto artístico, a Orquestra convida um Maestro e Solistas, todos de envergadura nacional e internacional.
ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA - PRIMEIRO MEMBRO HONORÁRIO DA ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO DA MADEIRA – 30.12.2019
No dia 30 de dezembro de 2019, na sequência da realização da reunião do Conselho Consultivo da Associação de Promoção Madeira, o presidente da APM, o Secretário Regional de Turismo e Cultura, anunciou na reunião da Assembleia Geral que tinha sido admitido como primeiro membro honorário, a ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA, da Associação Notas e Sinfonias Atlânticas, a quem foi fortemente reconhecido o mérito a nível regional, nacional e internacional. A APM acolheu, com muita satisfação, no seu seio, porque a ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA "tem permitido a qualificação da oferta da Região de maneira muito evidente e tem colocado o posicionamento da Região de uma forma elevada". O Secretário Regional de Turismo e Cultura, Dr. Eduardo Jesus, referiu tratar-se de uma ORQUESTRA fortemente procurada por quem nos visita e “frequentemente referenciada nos índices de satisfação que daqui levam os nossos visitantes”.

DISTINÇÕES À ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA

É graças ao seu percurso artístico e ao importante papel que desempenha nos domínios da educação, cultura e turismo da Região Autónoma da Madeira que a Orquestra tem sido reconhecida desde 2018 pelas mais altas instituições oficiais ao nível do Estado português e regional:
  • Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, à Orquestra Clássica da Madeira para o ano de 2021, no dia 06 de maio de 2021;
  • Membro Honorário da Ordem do Mérito atribuído por Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, distinção imposta pelo Senhor Representante da República para a Região Autónoma da Madeira, Juiz Conselheiro Ireneu Barreto, no dia 10 de Junho de 2019 - Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas;
  • Voto de Louvor aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal do Funchal a 28 de fevereiro de 2019;
  • Placa de Distinção atribuída pelo Município do Funchal a 23 de fevereiro de 2019 pelos seus 55 anos de dinamização de cultura musical;
  • Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, à Orquestra Clássica da Madeira de 2019 até fim do seu primeiro mandato;
  • Insígnia Autonómica de Distinção por Sua Excelência o Presidente do Governo Regional da Madeira, Dr. Miguel Albuquerque, no dia 1 de julho de 2018 - Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses;
  • Voto de Louvor aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa da Madeira, a 22 de fevereiro de 2018.


Diretor Artístico . Norberto Gomes

Paixão e gratidão!
É sem dúvida com paixão que os dedicados músicos da Orquestra Clássica da Madeira se têm apresentado em palco e brindado o público com interpretações focadas no teor musical que nos foi legado por inspirados compositores, e que desta forma demonstram gratidão por essas divinas criações. Nesta fase artística da orquestra, essa gratidão estende-se também a todos os que contribuíram para o sucesso desta caminhada musical que continua a ser motivo de orgulho e de dedicação.
O facto de termos no nosso elenco de convidados para esta temporada destacados músicos das mais conceituadas orquestras da atualidade, entre elas a Berliner Philharmoniker, Royal Concertgebouw Orchestra, Brussels Philharmonic, orquestras portuguesas, entre outras, e solistas e maestros de destaque do panorama musical nacional e internacional, faz desta temporada um fascinante e orgulhoso desafio para a nossa instituição. A participação destes artistas na nossa temporada, é sem dúvida motivo de alegria e antevê mais uma temporada de sucesso.
Uma temporada recheada de interpretações de obras de compositores de todos os tempos, com destaque também para os portugueses, com estreias absolutas, estando a orquestra a contribuir para a história da música, divulgando as criações do nosso tempo.
Esta que é a nossa música, é a música que temos para si. Será uma temporada interpretada com intensidade e paixão, onde os nossos músicos, juntamente com todos os nossos convidados, gratos pela generosidade com que têm sido tocados pela música, vão brindar o público com concertos brilhantes e de valor artístico inquestionável.

Esperamos por si!
[Norberto Gomes]

Norberto Gomes
Marina Gyumishyan
Péter Víg
Daniel Cuchi
Duarte Santos

Ana Rita
Oliveira

Flauta

Anahit
Dalakyan

2º Violino

Daniel
Cuchi

Oboé

Oboé

Duarte
Santos

Percussão

Percussão

Edina
Tenki

1º Violino

1º Violino

Elena
Kononenko

1º Violino

1º Violino

Fabien
Filipe

Tuba

Tuba

Francisco
Loreto

Clarinete

Clarinete

Gábor
Bolba

Contrabaixo

Contrabaixo

Iryna
Bandura

Violoncelo

Violoncelo

Jaime
Dias

Violoncelo

Violoncelo

Joana
Costa

2º Violino

2º Violino

Jorge
Garcia

Percussão

Percussão

José
Manuel
Barros

Clarinete

Clarinete

Louise
Whipham

Oboé

Oboé

Luís
Rodrigues

Trombone

Trombone

Manuel
Balbino

Fagote

Fagote

Marcello
Romagnuolo

Contrabaixo

Contrabaixo

Marina
Gyumishyan

Violoncelo

Violoncelo

Mário
Pinto

Trompete

Trompete

Marta
Morera

Viola

Viola

Maxim
Taraban

2º Violino

2º Violino

Mikolaj
Lewkowicz

Violoncelo

Violoncelo

Natacha
Guimarães

2º Violino

2º Violino

Norberto
Gomes

Concertino

Concertino

Nshan
Chalikyan

1º Violino

1º Violino

Olena
Soldatkina

Assistente de Concertino

Assistente de Concertino

Olga
Proudnikova

1º Violino

1º Violino

Parandzem
Khachkalyan

1º Violino

1º Violino

Pedro
Camacho

Flauta

Flauta

Pedro
Pinto

Trombone

Trombone

Péter
Vig

Trompa

Trompa

Rostyslav
Kuts

Viola

Viola

Rúben
Silva

Trompa

Trompa

Rui
Vidal

Trompete

Trompete

Stella
Silvian

Violoncelo

Violoncelo

Tatiana
Martins

Fagote

Fagote

Tiago
Vaz

Contrabaixo

Contrabaixo

Treneddy
Maggiorani

Viola

Viola

Valery
Perzhan

1º Violino

1º Violino

Vladimir
Proudnikov

2º violino

2º violino

Volodymyr
Petryakov

Viola

Viola

Yury
Kyrychenko

2º Violino

2º Violino



© OCM . 2021
ASSOCIAÇÃO NOTAS E SINFONIAS ATLÂNTICAS . Travessa das Capuchinhas nº4 1º Andar, São Pedro
9000-030 Funchal . Região Autónoma da Madeira . PORTUGAL
Telf: +351 291 624 928 . geral.ansa@gmail.com